sábado, 23 de agosto de 2008

Poema de sete cabeças(paráfrase de "Poema de sete faces" de Carlos Drummond de Andrade)

(Paráfrase construída com retalhos de vários pensamentos)




 Poema de sete cabeças 

   
Quando nasci,um anjo excêntrico
desses que ninguém dá credito
disse:Vai Victor!Ser buscador na vida,busca,tenta!
conformar-se com o que se é,pode ser o anseio de uma pedra,
nunca de um homem.

Porém o que procuramos com nossos esforços?
O repouso,a felicidade?Não,nada mais que a verdade,
embora terrível e má
se quer o repouso da alma e felicidade,crê!
Mas se quer ser um discípulo da verdade ,busca!

Se buscar e não achar agora,até que o sol apareça
acenda uma luz na escuridão
mas lembre-se,o êxito é a culminação de trabalho árduo e de preparação exaustiva

Nunca ache que sabe demais
pois quanto mais se aprende
mais se sabe que devemos aprender mais
nunca seu conhecimento será mais que um grão de areia na praia.

O caminho para o saber é longo
por isso não faça mal ao próximo
pois fará mal a si mesmo
e lembre-se ,
o tempo é a coisa mais valiosa que um homem pode despender

Se for criticado
não responda ás críticas,isso debilita seu argumento

Mesmo que no final da vida
não descubra seu verdadeiro objetivo
seja humilde como o trigo
e,sempre reflita  que muitos homens saem para pescar a vida inteira 
sem saber que não  é atrás do peixe que estão.



Um comentário:

lobo solitário disse...

A verdade...A luz do mundo, porém sempre que a fitamos o deveremos fazer como um cientista, um menino, olhar de forma contemplativa e viver para respeita-la, como um pacto, para que aja harmonia do bom viver...
Sempre devemos encarar a realidade com serenidade para se aproveitar ao máximo os bons frutos que a vida nos dá, digo também que a ilusão por vezes é sedutora, e porque não considerar a ilusão uma realidade alternativa? Por que meus sonhos são menos reais do que a verdade coletiva? Creio que devemos apenas ter cuidado em não nos tornarmos feiticeiros negligentes e extremamentes egoístas, querer a qualquer custo controlar a natureza, sem se importar com as consequências caóticas que poderemos tornar para nossa vida e de quem amamos ao querer controlar situações e pessoas, por querermos nos tornar superior ao Altíssimo...